É indiscutível que as atitudes pessoais definem a nossa vida. O mundo influencia-nos constantemente para que tomemos caminhos diferentes, convenientes ou nem tanto, e as pessoas que nos rodeiam são as que têm maiores possibilidades de exercer uma influência directa sobre as nossas ações. Como é possível medir o nível de influência dos outros?

Embora seja importante conhecer a opinião de certas pessoas, pois todos podemos enriquecer-nos mutuamente, preocupar-se em excesso com a opinião dos outros pode ser contraproducente para a tua vida diária. Vejamos alguns exemplos:

1. Gostar de agradar aos outros

Um sinal típico que demonstra o quanto importa a opinião alheia é querer agradar a todos. Sem dúvida, essa é a fórmula para o fracasso…

Colocar os desejos de outras pessoas acima teus acaba beneficiando somente a elas. Não fiques com receio de provocar discórdia. Surpreendentemente, as pessoas gostam que as outras tenham caráter e personalidade. Se te adaptas sempre aos desejos dos outros, nunca conhecerás os teus próprios e, provavelmente, irás afastar mais gente do que atrair.

2. Vangloriar-se constantemente

Aproveitar qualquer oportunidade para vangloriar-se de todas as coisas que realizaste e fazer os outros sentirem-se menos importantes é um sinal de que tu queres que os outros saibam quem és. É possível que, de fato, consigas impressioná-los, mas não necessariamente de uma forma positiva.

large (4)

 

 3. Dar muita importância a como os outros te tratam 

A retroalimentação é positiva se tomares como uma opinião e não um julgamento final. Quando as pessoas opinam sobre ti, escuta-os e reflecte sobre os comentários, se eles servem para melhorar em algum aspecto, mas não é necessário que leves tão a sério estas opiniões a ponto de afectar o teu caráter e modificar quem realmente és.

Se a atitude dos demais exerce um peso excessivo sobre ti, significa que tens uma personalidade muito fraca e influenciável. Presta atenção a este ponto, pois algumas pessoas podem chegar a manipular-te para que reajas como elas querem.

4. Não saber dizer “não”

As pessoas que não sabem dizer “não” às demais também costumam ser aquelas a quem importa muito o que os outros dizem. Aprender a dizer não para ti mesmo de vez em quando é fundamental, ajuda-te a ter firmeza nas tuas ideias e decisões, e também evita que as pessoas tentem abusar de ti.

5. Tomar decisões de acordo com as expectativas que os outros têm de ti

Este último ponto é o mais importante, já que este comportamento pode afetar todas as decisões importantes que faças na tua vida. Os teus amigos e familiares próximos são as pessoas que mais influência terão sobre ti, e uma boa parte desta influência não será necessariamente sempre a melhor…

Se os teus pais, amigos ou quem quer que seja, estabelecem uma expectativa para ti e não concordam com o que tu desejas, considera ignorar – respeitosamente – as suas sugestões. Embora sejamos sempre influenciados por alguém, procura aqueles que te inspiram  e que estejam no mesmo caminho que te propões a seguir. No geral, os melhores conselheiros estão fora do nosso círculo social próximo e darão uma opinião sobre as tuas metas com maior imparcialidade.

Procura desenvolver a tua personalidade e projetá-la com respeito sobre os demais. Quando conversares com outras pessoas, interessa-te por elas e pelas suas opiniões, mas também tem em conta que não são mais que isso: opiniões.

Para agradar as pessoas não é necessário fazer alarde; simplesmente sê sincera/o, com boa noção de humor e com um caráter que transmita segurança e confiança.

Fonte: O Segredo

Deixe uma resposta

Blusa Jen Branco
Comprado por Maria Augusta Fernandes de Vila Real, Portugal
 
Saia Anna Cinzento Escuro
Comprado por Sandra Nunes de Linhó, Portugal
 
Calças Dollie Verde - L + 1 Item
Comprado por Andreia Gomes de Queluz, Portugal
 
Blusa Eve Vermelho
Comprado por Cláudia Silva de vendas novas, Portugal
 
Biquini Manga Fiori Preto
Comprado por Susana Oliveira de Gulpilhares, Portugal